Glândula paratireoide

Você está aqui: Home / Anatomia e Fisiologia Animal / Glândula paratireoide

As paratireoides são glândulas endócrinas que sintetizam o  hormônio paratireoidiano
As paratireoides são glândulas endócrinas que sintetizam o hormônio paratireoidiano

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

As paratireoides (para = ao lado) são glândulas endócrinas presentes, normalmente, nos polos superior e inferior da parte dorsal da glândula tireoide. Encontram-se em número de quatro, medem até seis milímetros em seu maior eixo e pesam cerca de 0,4 gramas. As glândulas paratireoides sintetizam o paratormônio, ou hormônio paratireoidiano, responsável por manter as concentrações de cálcio no sangue em equilíbrio.

→ Ação do hormônio paratireoidiano (paratormônio)

O paratormônio, ou hormônio paratireoidiano, é um hormônio antagônico da calcitonina, produzido pelas células C da tireoide. Juntos, eles mantêm a taxa de cálcio no sangue em equilíbrio, em um valor médio de 10 mg/100 ml. Quando a concentração de cálcio no sangue aumenta muito além do valor médio, aumenta também a secreção de calcitonina e ocorre o depósito de cálcio nos ossos, a diminuição da reabsorção de cálcio pelos rins e a queda da concentração de cálcio no sangue. Quando a concentração diminui abaixo do valor médio, o paratormônio vai atuar nos osteoclastos (células que atuam na remodelação dos ossos) que reabsorverão a matriz óssea, solubilizando o cálcio. Assim acontece o aumento da absorção de cálcio no intestino e a reabsorção nos rins, o que elevará a concentração de cálcio no sangue.

Alterações no funcionamento da paratireoide

Alguns fatores, como tumores e a retirada cirúrgica, podem desencadear alterações no funcionamento da glândula paratireoide, causando a sua hiperfunção ou hipofunção:

  • Hiperfunção (hiperpatireoidismo): caracterizada pelo secreção persistente do paratormônio e pelo aumento da concentração de cálcio no sangue. É assintomática na maioria dos casos, no entanto, geralmente causam o enfraquecimento dos ossos, os cálculos renais e outros desequilíbrios que podem até levar à morte;

  • Hipofunção (hipopatireoidismo): caracterizada pela redução da secreção do paratormônio e pela diminuição da concentração de cálcio no sangue. Os principais sintomas são cãibras, fraqueza muscular, tontura e tetania (contrações involuntárias do músculo que podem até causar a morte do indivíduo).

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: