Testosterona

Você está aqui: Home / Anatomia e Fisiologia Animal / Testosterona

A testosterona é utilizada na medicina principalmente na terapia de reposição hormonal
A testosterona é utilizada na medicina principalmente na terapia de reposição hormonal

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

A testosterona é um hormônio sexual esteroide conhecido como o hormônio masculino porque sua concentração é 10 vezes maior em homens do que em mulheres. Nos homens, ela é produzida por células intersticiais presentes nos túbulos seminíferos dos testículos, também conhecidas por células de Leydig; nas mulheres, ela é produzida pelos ovários.

Função da testosterona

A testosterona é o principal hormônio androgênio (hormônio sexual que provoca o crescimento dos órgãos sexuais masculinos e outras características masculinas) em mamíferos. Na espécie humana, ela é responsável pelo desenvolvimento das características sexuais primárias no embrião humano masculino, ou seja, os órgãos sexuais.

Na puberdade, a testosterona induz o desenvolvimento das características sexuais secundárias nos homens, como o tom de voz, o crescimento de pelos na face (barba), peito, axilas e púbis; desenvolvimento muscular e ósseo; além de uma maior agressividade.

Esteroides anabolizantes

Na medicina, são utilizadas substâncias conhecidas como esteroides anabolizantes no tratamento de doenças, em especial na reposição hormonal quando ocorre o deficit por causa de alguma patologia. Esses anabolizantes são semelhantes à testosterona. Como se sabe, a testosterona é um estimulante da síntese de proteínas, contribuindo para o aumento da massa muscular, além de influenciar a síntese de neurotransmissores relacionados com a contração muscular, o que leva a uma grande busca dessas substâncias por atletas.

No entanto, o uso desses esteroides anabolizantes sem um acompanhamento médico pode causar efeitos adversos, como:

  • Tremores;

  • Acne;

  • Aumento da pressão sanguínea;

  • Problemas nos rins;

  • Tumores no fígado;

  • Aumento do risco de ataque cardíaco;

  • Comportamentais: depressão e agressividade;

  • Na mulher: crescimento de pelos na face, diminuição dos seios, voz grossa, alteração no ciclo menstrual e aumento do clitóris;

  • No homem: calvície, desenvolvimento das mamas, atrofia dos testículos, aumento da próstata e infertilidade.

O uso de esteroides anabolizantes para fins estéticos ou para a prática esportiva é ilegal.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: