Importância das bactérias

Você está aqui: Home / Biodiversidade / Importância das bactérias

As bactérias são utilizadas para a produção de toxinas botulínicas
As bactérias são utilizadas para a produção de toxinas botulínicas

Curtidas

0

Comentários

por Mariana

18 Sep 2014

Compartilhe:

As bactérias não são somente organismos causadores de doenças! Elas contribuem, e muito, para melhorar a qualidade ambiental e de vida de diversas espécies. No sistema digestório de alguns organismos, como ruminantes e cupins, por exemplo, determinadas bactérias auxiliam na quebra de algumas substâncias, como a celulose.

O que diz respeito a cadeias alimentares, muitos destes indivíduos, juntamente com determinados tipos de fungos, são capazes de decompor a matéria orgânica oriunda de organismos mortos e seus resíduos, liberando para o ambiente diversos nutrientes de composição mais simples, sendo estes aproveitados por outros seres vivos.

Podem, também, disponibilizar compostos nitrogenados para as plantas ao morrer, liberando no solo nitrogênio na forma de amônia que, em seguida, pode formar íons amônio e ser aproveitado por alguns vegetais; ou, em vida, no caso das do Gênero Rhizobium, se unir simbioticamente a leguminosas, fornecendo nitrogênio às plantas enquanto recebe açúcares e outros compostos orgânicos.

Estes organismos também são muito importantes em estações de tratamento de esgoto, onde bactérias convertem a matéria orgânica em produtos que podem ser empregados, posteriormente, como fertilizantes; e em aterros sanitários, situação na qual algumas bactérias anaeróbicas são capazes de degradar a matéria orgânica e liberar gás metano, este que pode ser aproveitado como combustível.

No que tange a biotecnologia, podem ser utilizadas:

- Em processos de biorremediação, como determinadas espécies do gênero Pseudomonas, capazes de oxidar compostos nocivos em substâncias inofensivas ao meio ambiente;

- Na fabricação de laticínios (Gêneros Lactobacillus e Streptococcus), vinagres (Acetobacter) e até mesmo do ácido glutâmico (Corynebacterium);

- Na produção de antibióticos, como a neomicina (Streptomyces);

- Na produção da toxina botulínica (Clostridium botulinum);

- No processo de modificação genética de organismos.


Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Curtidas

0

Comentários

por Mariana

18 Sep 2014

Compartilhe: