Seres autotróficos e heterotróficos

Você está aqui: Home / Biodiversidade / Seres autotróficos e heterotróficos

As algas são um exemplo de organismos autotróficos
As algas são um exemplo de organismos autotróficos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:

Entender os modos de nutrição dos seres vivos é importante para compreendermos como os organismos obtêm energia para o seu desenvolvimento e como ocorre o funcionamento dos ecossistemas. De acordo com a forma de nutrição, podemos classificar os seres vivos em dois grupos: autotróficos e heterotróficos.

Seres autotróficos

Alguns organismos, chamados de autotróficos (do grego autós = “de si mesmo” e trophos = “alimentador”) conseguem produzir seu alimento a partir de substâncias inorgânicas, não necessitando, portanto, de ingerir nenhum ser vivo. Nesse caso, temos seres vivos capazes de realizar processos como a fotossíntese e a quimiossíntese.

Os organismos fotossintetizantes, como algas e plantas, são capazes de utilizar a energia luminosa para produzir energia química e fixar o carbono em compostos orgânicos. Organismos quimiossintetizantes, por sua vez, são capazes de oxidar substâncias químicas e sintetizar seus compostos orgânicos.

Como exemplo de organismos que possuem nutrição autotrófica, podemos citar alguns exemplos de bactérias, alguns protistas e as plantas.

Seres heterotróficos

Os fungos apresentam nutrição heterotrófica
Os fungos apresentam nutrição heterotrófica

Organismos que possuem nutrição heterotrófica (do grego heteros = “outro” e trophos = “alimentador”) necessitam de moléculas orgânicas retiradas de outros seres vivos para a sua nutrição. Esses organismos podem adquirir essas moléculas por meio de processos de absorção ou ingestão, como é o caso dos animais.

A cadeia alimentar

Na cadeia alimentar, os organismos autotróficos ocupam o nível trófico dos produtores. Esses organismos são a base de todas as cadeias alimentares, independentemente do ecossistema analisado.

Os organismos heterotróficos, por sua vez, podem ocupar diferentes níveis, sendo chamados de consumidores ou decompositores. Os consumidores ingerem outros seres vivos, e os decompositores conseguem matéria orgânica retirando-as dos restos dos seres vivos. Como exemplo de consumidores, podemos citar os animais; já de decompositores, fungos e algumas bactérias.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: