Núcleo celular

Você está aqui: Home / Biologia Celular / Núcleo celular

O núcleo é envolto por uma dupla membrana chamada de carioteca
O núcleo é envolto por uma dupla membrana chamada de carioteca

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

Convencionalmente dividimos a célula em três partes básicas: membrana plasmática, citoplasma e núcleo. Essa última estrutura, encontrada apenas em células eucarióticas, foi descoberta pelo pesquisador Robert Brown e é um componente fundamental para o funcionamento celular.

O núcleo apresenta formato variado, sendo normalmente arredondado ou alongado, com cerca de 5 a 10 μm. De uma maneira geral, cada célula apresenta apenas um núcleo, mas algumas podem ser multinucleadas, como é o caso das fibras musculares esqueléticas. Vale destacar ainda que algumas células não apresentam núcleo quando maduras (anucleadas), como é o caso dos eritrócitos.

O núcleo é considerado o centro de controle das atividades da célula e também o local onde estão armazenadas as informações genéticas. As funções desempenhadas por ele só são possíveis graças à presença de DNA (ácido desoxirribonucleico) em seu interior, pois são essas moléculas que possuem genes, que, por sua vez, são responsáveis pela síntese de proteínas. Além dessas funções, é no núcleo que ocorrem a síntese e o processamento dos diferentes tipos de RNA.

O núcleo é envolto por um sistema de dupla membrana chamado de carioteca. Uma dessas membranas é mais externa e permanece em contato com o citoplasma e com o retículo endoplasmático.

A carioteca, assim como a membrana plasmática, é formada por uma bicamada de fosfolipídios onde estão inseridas algumas proteínas. Essas membranas são perfuradas por pequenos poros que servem de porta de entrada e saída para algumas substâncias nucleares. Vale destacar que o fluxo não é contínuo, uma vez que nesses poros existem proteínas com o papel de garantir seletividade, controlando o que entra e o que sai da célula.

No núcleo, encontra-se a cromatina, que nada mais é do que DNA associado à proteína histona e outros tipos. Há dois tipos de cromatina: a heterocromatina e a eucromatina. A primeira é muito compactada e, portanto, não realiza a transcrição dos genes. A eucromatina, por sua vez, apresenta DNA não condensado, o que permite a transcrição, podendo ser considerada, portanto, a forma ativa da cromatina.

É possível perceber no núcleo a presença dos nucléolos, que são formações arredondadas, densas e formadas por RNA ribossômico e proteínas. Sua função principal é garantir a produção adequada de ribossomos, organelas relacionadas com a síntese de proteínas para a célula.

Além das estruturas descritas, o núcleo é formado pelo nucleoplasma, também chamado de cariolinfa, que é uma solução aquosa onde estão imersos os nucléolos e a cromatina. Nessa solução também são encontradas enzimas, nucleotídeos, íons e moléculas de ATP.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: