Vitamina B12

Você está aqui: Home / Biologia Celular / / Química da célula / / Vitaminas / Vitamina B12

A vitamina B12 é obtida a partir de produtos de origem animal
A vitamina B12 é obtida a partir de produtos de origem animal

Curtidas

0

por Vanessa

07 May 2015

Compartilhe:

As vitaminas são compostos orgânicos que o nosso corpo necessita em pequenas quantidades diárias. Como normalmente elas não produzidas pelo organismo, é fundamental uma dieta que contemple todas as necessidades do corpo em relação a esse nutriente. Esses compostos são classificados em dois grandes grupos: as vitaminas hidrossolúveis e as lipossolúveis. Como exemplo de vitaminas hidrossolúveis, podemos citar todas aquelas pertencentes ao Complexo B, como a vitamina B12.

A vitamina B12, também denominada de cobalamina, foi descoberta graças a estudos sobre um determinado tipo de anemia que tinha seu quadro melhorado quando se ingeria uma grande quantidade de fígado. Admirados com o poder do alimento, começaram a ser realizadas pesquisas a fim de isolar o composto ativo que poderia curar a doença. Esse fator, incluído no complexo B, foi isolado em 1948.

Estudos posteriores demonstraram que a administração da vitamina por via intramuscular era mais eficiente do que por via oral, principalmente porque no primeiro caso uma dose muito pequena era necessária. Ficou claro, então, que, para absorver a vitamina por via oral, era necessário um fator produzido pelo próprio organismo, que ficou conhecido como fator intrínseco. A vitamina, nesse caso, seria o fator extrínseco. A associação desses dois fatores produzia uma forma de fácil absorção pelo corpo, denominada de fator antianêmico.

A vitamina B12 participa de duas reações químicas bastante importantes para o funcionamento do organismo, que são a produção de metionina e a isomerização da metilmalonil-CoA. A deficiência dessa substância provoca o acúmulo de ácidos graxos anormais, o que pode desencadear problemas no sistema nervoso.

Essa vitamina é bastante utilizada no tratamento de anemias, destacando-se principalmente a anemia perniciosa, um tipo de mecanismo autoimune que prejudica a produção do fator intrínseco. Além de anemia, a falta de B12 relaciona-se com problemas neurológicos.

Além de ser encontrada no fígado, a vitamina B12 é encontrada em leites, ovos, peixe e carnes. Essa substância é sintetizada exclusivamente por micro-organismos, não estando presente, portanto, em alimentos de origem vegetal. Sendo assim, vegetarianos restritos apresentam maiores riscos de desenvolver problemas decorrentes da falta dessa vitamina.

Diferentemente da maioria das vitaminas hidrossolúveis, a vitamina B12 destaca-se por ser armazenada em grande quantidade no nosso corpo. Graças a essa capacidade, uma deficiência dessa vitamina pode demorar diversos anos para manifestar-se.

Atualmente, recomenda-se que um adulto consuma, em média, 2,4 microgramas de vitamina B12 diariamente. Grávidas e lactantes devem ter a ingestão desse composto aumentada, sendo a recomendação de 2,6 e 2,8 microgramas diários, respectivamente. Crianças com idade inferior a seis meses devem ingerir 0,4 microgramas por dia. Já aquelas com faixa etária entre 7 e 10 anos devem consumir 1,8 micrograma por dia.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

07 May 2015

Compartilhe: