Vitamina B2

Você está aqui: Home / Biologia Celular / Vitamina B2

A vitamina B2 pode ser encontrada em grande quantidade no leite
A vitamina B2 pode ser encontrada em grande quantidade no leite

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

As vitaminas são moléculas orgânicas que desempenham as mais variadas funções no organismo, sendo retiradas normalmente da alimentação. Elas são classificadas em dois grupos principais: as hidrossolúveis e as lipossolúveis. No grupo das vitaminas hidrossolúveis, ou seja, aquelas que são solúveis em água, encontramos a vitamina C e todas as pertencentes ao Complexo B, das quais se destaca a vitamina B2.

A vitamina B2, também denominada riboflavina, foi descoberta pelo químico Alexander Wynter Blyth em 1879. Esse pesquisador estudava a composição do leite de vaca e percebeu a presença de um pigmento fluorescente de coloração amarela, o qual ele denominou de “lactocromo”. Apesar da descoberta, apenas no início da década de 1930 o pigmento foi isolado.

As principais funções biológicas atribuídas à vitamina B2 são a atuação no metabolismo de lipídios, participação como coenzima e degradação de alguns compostos químicos. Essa vitamina também atua na cadeia respiratória para produção de energia, na oxidação dos aminoácidos e da glicose, na manutenção da integridade dos eritrócitos, no desenvolvimento do feto e no funcionamento dos hormônios da tireoide.

As principais fontes de vitamina B2, além do leite, são carne, peixe e vegetais que apresentam coloração verde-escura, como o espinafre. Vale destacar que, nos alimentos, essa vitamina encontra-se na forma de coenzimas ligadas às proteínas. Essa coenzimas sofrem a ação do ácido clorídrico no estômago e das pirofosfatases e fosfatases no intestino, que provocam a liberação da vitamina B2. O armazenamento é bastante restrito e ocorre no figado, baço e no músculo do coração.

Geralmente pessoas que possuem dieta deficiente e problemas com alcoolismo ou que sofreram grandes cirurgias e queimaduras podem desenvolver a deficiência dessa vitamina. Além desse público, o problema tem sido observado em pacientes infectados com HIV, tuberculose, diabetes e cirrose. Vale destacar que alguns medicamentos podem também influenciar a absorção e levar à deficiência de B2.

A deficiência dessa vitamina pode provocar distúrbios no metabolismo e problemas relacionados com o sistema hematopoietico. Além disso, a carência de B2 interfere no metabolismo da vitamina K e de outras vitaminas do complexo B, tais como a B12 e B6. Pessoas com falta de B2 no organismo normalmente sentem fadiga, sensação de queimação nos olhos e dores na boca. Em casos mais graves, há anemia, inflamações na pele, queilose (inflamação no canto da boca que pode provocar fissuras) e vascularização córnea. Estudos relacionam ainda essa deficiência com aumento no risco de desenvolver câncer, mas esse é um tema ainda controverso.

A recomendação diária de vitamina B2 para crianças é de 04 mg; para adultos, a recomendação é de 1,3 mg/dia. Para garantir a quantidade adequada, é fundamental uma dieta equilibrada. A suplementação com uso de vitamínicos só é recomendada em pessoas com deficiência e que apresentam problemas que afetam a quantidade dessa substância no corpo.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: