Algas

Você está aqui: Home / Botânica / Algas

As algas são organismos fotossintetizantes incluídos no Reino Protista
As algas são organismos fotossintetizantes incluídos no Reino Protista

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:

As algas são seres que frequentemente são confundidos com plantas. Entretanto, esses seres vivos são agrupados no Reino Protista, juntamente aos protozoários. Elas são organismos fotossintetizantes e eucariontes, normalmente unicelulares, mas existem representantes pluricelulares.

As algas são de extrema importância para ecossistemas aquáticos, uma vez que são a base da cadeia alimentar, constituindo o fitoplâncton juntamente às cianobactérias. Além disso, elas fazem parte do ciclo do carbono e enxofre.

Um dos principais critérios para se classificar as algas é o tipo de pigmento. Neste texto, classificaremos as algas de modo simplificado em sete filos.

Observe abaixo a característica de cada filo:

- Filo Chlorophyta: incluem cerca de 17000 espécies de algas com coloração verde, que podem ser encontradas em diversos ambientes como água doce, salgada e ambiente terrestre. São encontradas também em associação mutualísticas com fungos, formando os líquens. Apresentam representantes unicelulares e pluricelulares. A maioria é microscópica, mas elas possuem representantes com grandes tamanhos. Esse é o caso da Codium magnum que atinge mais de 8 metros de comprimento. Acredita-se que as plantas evoluíram a partir desse grupo de algas em razão de características como: presença de clorofila a e b, além de amido como substância de reserva;

- Filo Phaeophyta: incluem cerca de 1500 espécies de algas de coloração parda. É o grupo com as maiores e mais complexas algas. Possuem apenas espécies marinhas. Seu corpo é bem diferenciado, lembrando caules e folhas. Possuem tecidos condutores que lembram os das plantas. Não são comuns nos trópicos, mas, neste ambiente, destaca-se a espécies do gênero Sargassum;

- Filo Rhodophyta: incluem cerca de 6000 espécies de algas de coloração avermelhada em virtude da presença de ficobilina. Essas algas vivem em ambientes marinhos, água doce e em locais úmidos. Possuem poucos representantes unicelulares;

- Filo Bacillariophyta: incluem cerca de 100000 espécies. Também são chamadas de diatomáceas. São algas unicelulares ou coloniais que vivem em ambientes aquáticos. Possuem por característica principal a presença de paredes de sílica divididas em duas partes que se encaixam de forma semelhante a uma placa de Petri. Essa carapaça é denominada frústula;

- Filo Chrysophyta: incluem cerca de 1000 espécies com coloração dourada e também organismos incolores. A cor dourada é resultado do pigmento fucoxantina. São unicelulares, mas também podem formar colônias. Vivem em ambientes aquáticos. O carboidrato de reserva é a crisolaminarina, assim como as diatomáceas;

- Filo Euglenophyta: incluem cerca de 900 espécies. São protistas flagelados, que vivem normalmente em água doce. Os representantes desse filo apresentam um flagelo maior e um menor que não chega a emergir da célula. São unicelulares, com apenas um gênero colonial. Alguns representantes alimentam-se de partículas orgânicas retiradas do meio, sendo, portanto, heterotróficos. Possuem paramido como substância de reserva;

- Filo Dinophyta: incluem cerca de 4000 espécies. Ocorrem em ambientes marinhos e água doce. São organismos unicelulares com dois flagelos. Um dos flagelos forma uma espécie de cinto, enquanto o outro é perpendicular a esse. Essa disposição dos flagelos faz com que o dinoflagelado se locomova rodopiando. Algumas espécies possuem uma placa de celulose formando uma espécie de armadura. Alguns dinoflagelados são responsáveis pela maré vermelha. Existe ainda uma espécie (Noctiluca sp) que apresenta bioluminescência.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: