Angiospermas

Você está aqui: Home / Botânica / Angiospermas

As angiospermas caracterizam-se pela presença de flores e frutos
As angiospermas caracterizam-se pela presença de flores e frutos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:

As angiospermas são o grupo de plantas dominante no planeta, com aproximadamente 257.400 espécies diferentes, distribuídas em 13.678 gêneros. Vivem nos mais variados ambientes e normalmente possuem vida livre, apesar de existirem espécies parasitas. É um grupo extremamente variado, com espécies com características bastante distintas.

As características principais das angiospermas é a presença de flores e frutos que envolvem a semente. As flores podem ser definidas como uma estrutura com crescimento determinado que possui esporófilos que produzem esporângios. Uma flor pode possuir até quatro partes florais denominadas de verticilos: cálice, corola, androceu e gineceu. Quando possui os quatro verticilos, é chamada de completa; quando algum está ausente, é chamada de incompleta.

O cálice e a corola correspondem aos verticilos mais externos e estéreis da flor. O cálice pode ser definido como o conjunto de sépalas, estruturas verdes e relacionadas com a proteção. Já a corola é o conjunto de pétalas, estruturas normalmente coloridas que atraem os polinizadores. O conjunto formado pelo cálice e pela corola recebe o nome de perianto.

O androceu e o gineceu correspondem, respectivamente, às estruturas produtoras de pólen e às estruturas produtoras de óvulos. O androceu é o conjunto de estames, que, por sua vez, são diferenciados em antera e filete. O gineceu é formado pelo conjunto de carpelos, que são formados pelo estigma, estilete e ovário.

Observe as partes de uma flor
Observe as partes de uma flor

Quando uma flor apresenta tanto gineceu quanto androceu, ela é dita bissexual, mas quando apresenta somente um deles, é dita unissexual. Uma flor unissexual pode ser carpelada, quando possui apenas o gineceu, e estaminada, quando somente o androceu está presente.

Os frutos, estruturas também típicas das angiospermas, podem ser definidos como o ovário maduro, ou seja, desenvolvido. Eles estão relacionados com a proteção das sementes e com a dispersão dessas estruturas, permitindo a conquista de outros ambientes por essas plantas. Existem diversas classificações de frutos, uma vez que eles diferem-se pela forma, textura, tamanho, deiscência, entre outras características.

Normalmente as angiospermas podem ser classificadas em dois grandes grupos: as monocotiledôneas e as eudicotiledôneas. As monocotiledôneas são plantas que possuem apenas um cotilédone e grãos de pólen monossulcados. As eudicotiledôneas, por sua vez, apresentam dois cotilédones e grãos de pólen tricolpados ou variações desse tipo. Além das já citadas, outras características frequentemente usadas para diferenciar esses grupos, apesar de existirem exceções, estão citadas no quadro a seguir:

Continue estudando mais sobre as angiospermas, para isso, basta acessar o texto: Reprodução das Angiospermas.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: