Estames

Você está aqui: Home / Botânica / Estames

Os estames, órgãos reprodutivos produtores de pólen, apresentam uma antera e um filete
Os estames, órgãos reprodutivos produtores de pólen, apresentam uma antera e um filete

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

Estames são apêndices da flor que produzem micrósporos, que, por sua vez, desenvolvem grãos de pólen. A sua principal função é a produção de pólen, no entanto, em algumas espécies, alguns estames diferenciam-se em nectários para atrair insetos. O conjunto de estames da flor é denominado de androceu.

Geralmente, os estames são divididos em duas partes, antera e filete, mas alguns não se diferenciam (petaloides).

Antera

Na maioria das angiospermas, a antera é constituída por quatro esporângios (estrutura onde estão localizados os esporos), sendo denominada de tetrasporangiadas. No entanto, podem ser encontradas anteras com um (unisporangiadas), dois (bisporangiadas), oito (octosporangiadas) e múltiplos esporângios (multisporangiadas).

As anteras possuem estruturas equivalentes, denominadas de tecas, onde estão presentes os sacos polínicos ou microsporângios, que são estruturas nas quais há a presença de células-mãe dos esporos. Essas células sofrem meiose e formam os esporos, que sofrerão mitose, formando os grãos de pólen (gametófito masculino).

As tecas unem-se entre si e com o filete por um tecido denominado de conectivo, que se expande, formando vários apêndices ou um tecido que separa os esporângios. As anteras apresentam também aberturas pelas quais os gametófitos masculinos são liberados. A forma das tecas e esporângios é bastante variável, o que os torna importantes instrumentos para estudos taxonômicos.

Filete

Os filetes são hastes que se apresentam livres ou unidas, podendo formar um único tubo (monadelfos), dois grupos (diadelfos) e mais de dois grupos (poliadelfos).

Curiosidade: Nos primeiros sistemas de classificação de seres vivos, as principais características utilizadas por Lineu para a classificação de plantas foram o número e a disposição dos estames na flor. Assim, ele as agrupava em 24 classes.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: