Giberelinas

Você está aqui: Home / Botânica / Giberelinas

Uma das funções da giberelina é atuar na germinação de sementes
Uma das funções da giberelina é atuar na germinação de sementes

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

A giberelina é um hormônio vegetal que pode ser encontrado nas raízes e folhas jovens, nas sementes em fase de germinação, nos frutos e meristemas. Foi isolada pela primeira vez em 1930 por pesquisadores japoneses que estudavam o fungo Gibberella fujikuroi. Em 1950, descobriu-se que as plantas também produziam esse hormônio, que, geralmente, atua com a auxina. Entre as suas diversas funções, pode-se destacar o alongamento do caule, crescimento do fruto e germinação de sementes.

Alongamento do caule

As giberelinas promovem o alongamento e divisão celular. Acredita-se que essa substância ative enzimas que afrouxam as paredes das células, permitindo, assim, a entrada de proteínas expansivas.

Observou-se que plantas de variedades anãs apresentaram um maior desenvolvimento após tratamento com esse hormônio.

Crescimento do fruto

Assim como no alongamento dos caules, as giberelinas atuam nos frutos promovendo o seu desenvolvimento. Um exemplo é a utilização na produção de uvas Thompson sem sementes, o que resulta em frutos com bagas maiores.

Germinação de sementes

As giberelinas atuam na germinação das sementes promovendo a quebra da dormência por intermédio da produção de enzimas que permitem a utilização de substâncias de reserva. As enzimas hidrolíticas digerem as reservas nutritivas e deslocam os produtos para regiões de crescimento do embrião. Algumas sementes que necessitam de condições especiais para a quebra de dormência, como a presença de luz, quebram a dormência se tratadas com esse hormônio.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: