Hormônios vegetais

Você está aqui: Home / Botânica / Hormônios vegetais

Desenvolvimento vegetal
Desenvolvimento vegetal

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

O desenvolvimento das plantas envolve processos como crescimento, floração, frutificação, entre outros. Esses processos ocorrem de forma contínua e são regulados pelos hormônios vegetais, os chamados fitormônios. Eles são produzidos em determinadas células e transportados para seus locais de atuação.

Existem cinco grupos de hormônios que os efeitos sobre as plantas são conhecidos de forma mais clara:

  • Auxinas

São um dos mais importantes fitormônios e estão diretamente ligadas ao crescimento da planta, facilitando a distensão das paredes das células vegetais. A auxina mais comum é o ácido indolilacético (AIA). São sintetizadas nas folhas jovens e meristemas apicais dos caules e distribuídas para diversas partes da planta, como raízes, sementes em germinação, meristemas de cicatrização e frutos.

Entre as diversas funções, estão relacionadas com a queda das folhas velhas das árvores, desenvolvimento do ovário da flor na formação do fruto, dominância ou inibição do ápice e fototropismo.

As auxinas são bastante sensíveis à luz, migrando dentro da planta em direção oposta à sua incidência. Assim, permitem um maior crescimento da parte da planta que se encontra no lado escuro, fazendo com que ela crie uma curvatura em direção à luz (fototropismo positivo).

  • Giberelinas

Assim como as auxinas, estão presentes em meristemas, órgãos novos e sementes em germinação. Além disso, estão relacionadas com o crescimento da planta por meio da divisão e do alongamento celular e atuam também no desenvolvimento de flores e frutos e na quebra da dormência da semente, permitindo sua germinação.

  • Citocininas

Também estão relacionadas com o crescimento da planta, mas promovem esse crescimento por meio do estímulo das divisões celulares. Enquanto a auxina atua no crescimento apical da planta, inibindo o crescimento das gemas laterais, as citocinas atuam de forma oposta, provocando o aumento das células das folhas. As citocinas são sintetizadas principalmente nas raízes.

  • Etileno

Fitormônio gasoso produzido por diversas partes da planta, principalmente por frutos em processo de maturação, durante a senescência e abscisão foliar. Pode atuar na própria planta onde é produzido (endógeno) ou ser levado por fontes externas (exógeno). Entre as diversas funções, temos a maturação de frutos, estímulo da floração e indução da abscisão de folhas, flores e frutos.

  • Ácido abscísico (ABA)

Sintetizado por quase todas as células, é conhecido por inibidor, tendo papel importante para as plantas que passam por situações de estresse, como grandes períodos de seca. Inibem a ação de outros hormônios, impedindo, por exemplo, a germinação de sementes.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: