Meristemas

Você está aqui: Home / Botânica / Meristemas

Observe esse corte da raiz mostrando o meristema apical
Observe esse corte da raiz mostrando o meristema apical

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

Os meristemas são tecidos vegetais com grande capacidade de divisão e que são formados por células que ainda não sofreram diferenciação. Essas células indiferenciadas são pequenas e apresentam paredes celulares primárias, citoplasma denso, grande quantidade de pequenos vacúolos e um grande núcleo.

Funções dos meristemas

Como os meristemas possuem células indiferenciadas, eles originam todos os tecidos da planta. São eles que são responsáveis, portanto, pelo crescimento em tamanho e também em espessura do vegetal. Além disso, atuam na cicatrização de possíveis ferimentos na planta.

Tipos de meristemas

Os meristemas podem ser classificados de várias formas, e uma delas é a posição desse tecido no corpo da planta. De acordo com essa classificação, temos:

  • Meristemas apicais: são aqueles que estão posicionados na região do ápice da raiz, do caule e de suas ramificações e são responsáveis pelo crescimento longitudinal da planta. A partir desse tipo de meristema, é formado o meristema fundamental, a protoderme e o procâmbio. O meristema fundamental origina o parênquima, o colênquima e o esclerênquima. Já a protoderme origina a epiderme, e o procâmbio, o xilema e floema primário.

  • Meristemas intercalares: Esses meristemas são encontrados entre tecidos maduros, como na base dos entrenós do caule de gramíneas. Assim como os meristemas apicais, eles estão relacionados com o crescimento da planta no sentido longitudinal.

  • Meristemas laterais: Esses meristemas são responsáveis pelo crescimento da planta em espessura. Alguns exemplos são o câmbio vascular, que origina o xilema e o floema secundário, e o felogênio, que origina a periderme.

De acordo com a sua origem, os meristemas podem ser classificados ainda em primários e secundários.

  • Meristemas primários: Denominamos de meristemas primários aqueles que se originam diretamente das células embrionárias e estão relacionados com o crescimento primário do vegetal. Como exemplo, podemos citar os meristemas apicais e intercalares.

  • Meristemas secundários: são aqueles formados a partir de células diferenciadas que se tornaram novamente meristemáticas. Eles produzem, portanto, tecidos secundários. Como exemplo desse tipo de meristema, podemos citar os meristemas laterais.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: