Tipos de frutos

Você está aqui: Home / Botânica / Tipos de frutos

Existem diferentes tipos de frutos e diferentes formas de classificação
Existem diferentes tipos de frutos e diferentes formas de classificação

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

O desenvolvimento de flores e os frutos permitiu que as angiospermas se tornassem o grupo de plantas mais diversificado do planeta.

Os frutos, além de apresentarem a função primordial de proteger a semente e atrair dispersores, possuem formas, cores, tamanhos e texturas variados. Esse fato dificulta muito a sua classificação, por isso, muitas divisões são frequentemente propostas. Utilizaremos aqui uma classificação tradicional e bastante utilizada.

Inicialmente podemos classificar os frutos em dois grandes grupos: os simples e os múltiplos. Os simples são aqueles que se originam de uma única flor, enquanto os múltiplos têm sua origem a partir de duas ou mais flores. Os frutos simples podem ser ainda divididos em dois tipos: aqueles que são formados por carpelos fusionados e aqueles que são formados por carpelos separados, mas de uma mesma flor (agregados).

Esses frutos podem ainda ser classificados em secos ou carnosos, de acordo com a parede do fruto, e em deiscentes ou indeiscentes, de acordo com a forma como o fruto se abre ou não. Os frutos deiscentes são aqueles que se abrem para liberar sementes, e os indeiscentes são aqueles em que as sementes permanecem no interior do fruto.

Observe a seguir os principais tipos de frutos e suas características:

Aquênio – Fruto de pequena proporção, seco, indeiscente e que apresenta apenas uma semente. Exemplo: fruto do dente-de-leão.

Baga – Fruto carnoso, indeiscente e com número variado de sementes. Exemplo: fruto do tomateiro.

Cápsula – Fruto seco, deiscente e formado de dois ou mais carpelos. Exemplo: Fruto da papoula.

Cariopse - Fruto seco, indeiscente e com uma semente bem fusionada ao pericarpo. Exemplo: Fruto do milho.

Drupa – Fruto carnoso, indeiscente e que possui um caroço protegendo a semente. Exemplo: Fruto do coqueiro.

Esquizocarpo – Fruto normalmente seco, derivado de gineceu multicarpelar e deiscente. Exemplo: Fruto de mamona.

Folículo – Fruto normalmente seco, deiscente, que se abre em uma fenda longitudinal e é formado por um carpelo. Exemplo: Fruto de Chichá.

Legume – Fruto derivado de um único carpelo, deiscente e que se abre em duas fendas. Exemplo: Fruto do feijão.

Lomento – Fruto seco, deiscente, que se abre de forma transversal e é derivado de ovário unicarpelar. Exemplo: Fruto de carrapicho.

Noz – Fruto seco, indeiscente, com parede espessa e semente livre do endocarpo Exemplo: Fruto de noz-moscada.

Pomo – Fruto carnoso e indeiscente. Exemplo: Fruto da rosa.

Sâmara – Fruto seco, indeiscente, alado e que apresenta normalmente uma semente. Exemplo: Fruto de várias sapindáceas.

Síliqua – Fruto seco, derivado de ovário bicarpelar, deiscente e que se abre em um septo mediano, que fica intacto. Exemplo: Fruto de couve.


Por Me. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: