Caxumba

Você está aqui: Home / Doenças / Caxumba

Criança apresentando quadro infeccioso de caxumba
Criança apresentando quadro infeccioso de caxumba

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

A caxumba, ou papeira, é uma doença causada por um vírus da família Paramyxoviridae, gênero Paramyxovirus.

Sintomas

Caracteriza-se por febre e o aumento de glândulas salivares, sublinguais ou submandibulares, o que pode causar dor na mastigação e durante a ingestão de líquidos ácidos. Geralmente a glândula afetada é a parótida. Embora o aumento das glândulas seja um dos principais sintomas, cerca de 1/3 dos casos não apresenta aumento aparente.

Transmissão

Ocorre por via aérea ou contato direto com a saliva de uma pessoa infectada. A doença apresenta um período de incubação que dura em média de 16 a 18 dias. O período de maior risco de transmissão varia entre seis dias antes do surgimento dos sintomas e nove dias após.

Além dos sintomas já citados, a caxumba pode causar algumas complicações, como inflamações:

- nas meninges (meningite asséptica), quase sempre sem sequelas;

- dos testículos e epidídimo (orquiepididimite) em cerca de 20% a 30% dos homens, podendo causar esterilidade;

- dos ovários (ooforite) em cerca de 5% das mulheres;

- da tireoide (tireoidite);

- das articulações (artrite);

- do músculo cardíaco (miocardite).

Além das inflamações, podem ocorrer perdas de coordenação dos movimentos (ataxia cerebelar) e, raramente, a encefalite, que pode resultar em complicações neurológicas graves e óbito. A surdez unilateral e atrofia testicular são sequelas que também podem ser causadas por esta infecção.

O aumento das glândulas é um dos principais sintomas, mas ela pode ocorrer por diversas causas e não só pela infecção pelo vírus da caxumba. Assim, exames complementares são necessários para um diagnóstico mais eficaz, embora não seja uma rotina fazê-los.

Tratamento

Pode ser feito com o uso de analgésicos, anti-inflamatórios e repouso. No caso de complicações, são realizados tratamentos específicos.

Prevenção

O melhor método de prevenção é a vacinação, que ocorre com uma dose de tríplice viral (caxumba, sarampo e rubéola) aos 12 meses e uma dose de tetra viral ou tetravalente (caxumba, sarampo, rubéola e varicela) aos 15 meses. Crianças mais velhas, adolescentes e adultos não vacinados devem tomar a vacina, pois só assim essas doenças poderão ser erradicadas.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: