Diferenças entre gripe e resfriado

Você está aqui: Home / Doenças / Diferenças entre gripe e resfriado

O resfriado apresenta-se muito menos intenso do que a gripe
O resfriado apresenta-se muito menos intenso do que a gripe

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

A grande maioria das pessoas não compreende a diferença entre gripe e resfriado, aplicando, muitas vezes, a denominação incorreta aos sintomas. A seguir veremos as principais diferenças e semelhanças entre essas viroses.

Tanto a gripe quanto o resfriado são doenças infecciosas causadas por vírus. Entretanto, os tipos de vírus relacionados com cada doença são diferentes e provocam sintomas distintos. A gripe, como é de conhecimento de grande parcela da população, é causada por um vírus chamado de influenza. O resfriado, por sua vez, é desencadeado por uma variedade de vírus, sendo os mais comuns o adenovírus e o rinovírus.

A gripe e o resfriado apresentam formas de contágio similares, sendo transmitidas principalmente por meio do ar contaminado por saliva – com o vírus – eliminada pelo doente. Além disso, o contato com objetos contaminados e pacientes gripados e resfriados também pode desencadear o desenvolvimento dessas viroses.

Quando analisamos os sintomas da gripe e de um resfriado, percebemos que essa última é uma doença mais amena e que afeta principalmente o trato respiratório superior. Isso quer dizer que os sintomas atingem principalmente a garganta e nossas fossas nasais. É por isso que no resfriado sentimos dores de garganta e temos uma produção exagerada de secreção nasal. Normalmente os sintomas do resfriado desaparecem entre dois e quatro dias.

O paciente com gripe apresenta sintomas mais intensos, que vão muito além das dores de garganta e coriza. Essa doença causa tosse seca, dores musculares, dores de cabeça, prostração, obstrução nasal, sensação de mal-estar e febre alta que ultrapassa os 38,5°. Esse último sintoma é importante para diferenciar uma gripe de um resfriado, uma vez que no resfriado a febre apresenta-se baixa e muitas vezes não está presente. De uma maneira geral, a gripe apresenta sintomas que duram de três a sete dias.

Além dos sintomas mais severos, a gripe pode desencadear graves complicações, como a pneumonia. Pessoas com diabetes, asma, problemas cardíacos e pressão alta apresentam chance aumentada de desenvolverem complicações e, portanto, merecem atenção especial quando estão gripadas.

Para prevenir a gripe e o resfriado, um hábito bem simples pode e deve ser adotado: a higienização das mãos. Além disso, no caso da gripe, é possível prevenir-se utilizando a vacina, que é distribuída gratuitamente para idosos com idade superior a 60 anos, gestantes e mulheres no período pós-parto, crianças menores de cinco anos e maiores de seis meses, profissionais da área de saúde, pacientes com doenças crônicas, indígenas e pessoas privadas de liberdade.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: