Doenças sexualmente transmissíveis

Home / Doenças / Doenças sexualmente transmissíveis

A melhor forma de prevenir-se contra uma DST é através do uso de preservativos
A melhor forma de prevenir-se contra uma DST é através do uso de preservativos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:

Doenças sexualmente transmissíveis (DST) são transmitidas pelo contato sexual com pessoa contaminada sem que haja a devida proteção. Qualquer tipo de relação, seja ela anal, oral ou vaginal, pode ocasionar uma DST.

Normalmente as DSTs apresentam sintomas como ardência ao urinar, corrimentos, coceiras, feridas, bolhas e verrugas na região genital. Vale destacar, no entanto, que cada doença apresenta um sintoma diferente, sendo algumas, inclusive, assintomáticas. Apenas uma avaliação médica poderá confirmar um diagnóstico.

Dentre as principais DSTs, podemos citar:

- Aids

- Cancro mole

- Clamídia

- Gonorreia

- Donovanose

- Condiloma acuminado

- Hepatites virais

- Herpes

- Sífilis

- Tricomoníase

A maneira mais eficaz de prevenir-se contra uma DST é utilizar a camisinha em todas as relações sexuais. Também é importante tratar o doente, diminuir o número de parceiros e nunca compartilhar materiais como agulhas e seringas. Como algumas doenças são transmitidas no momento do parto, é importante destacar a importância de um pré-natal rigoroso.

Outro ponto importante é nunca deixar de avisar o parceiro a respeito de uma DST, pois assim se evita que ele tenha complicações em decorrência da doença, além de interromper o ciclo de transmissão. Se o parceiro não tem conhecimento da doença e, assim, não recebe tratamento correto, há sérios riscos de reinfecção.

Geralmente as DSTs são motivos de vergonha para o portador, que evita procurar um médico para tratar do assunto. Infelizmente o tratamento incorreto ou tardio pode desencadear problemas mais graves, tais como infertilidade, câncer e, em alguns casos, óbito.

Diante do aumento crescente de pessoas infectadas por doenças transmitidas por via sexual, separamos uma seção que trará diversas informações a respeito dessas enfermidades. Daremos destaque aos agentes causadores, sintomas, tratamento e, principalmente, prevenção.

Boa leitura e previna-se!


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: