Gripe H1N1 ou gripe A

Você está aqui: Home / Doenças / Gripe H1N1 ou gripe A

A gripe H1N1 é grave, por isso, é fundamental a prevenção contra essa doença
A gripe H1N1 é grave, por isso, é fundamental a prevenção contra essa doença

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

A gripe A, também chamada de H1N1, é uma virose, ou seja, uma doença causada por um vírus. Ela é similar a outros tipos de gripe, mas possui maiores chances de complicações, podendo até mesmo causar morte.

Vírus causador da gripe H1N1

A gripe é causada por um vírus conhecido como Influenza, que pertence à família dos ortomixovírus. Esses vírus dividem-se em três tipos: A, B e C, sendo o tipo A o mais patogênico e o mais associado a epidemias e pandemias. O vírus causador da gripe H1N1 é um vírus Influenza A que contém genes do vírus humano, suíno e aviário e é denominado de Influenza A/H1N1.

Transmissão da H1N1

A gripe H1N1 pode ser transmitida de pessoa para pessoa por meio de pequenas gotículas de saliva eliminadas por pessoas contaminadas ao tossir ou espirrar. A transmissão pode ocorrer ainda por contato com objetos que possuam secreção do doente.

Sinais e sintomas da H1N1

Assim como outros tipos de gripe, a H1N1 causa dores no corpo, na cabeça e na garganta, febre – que dura em média três dias –, mal-estar, calafrios e tosse seca. Esse tipo de gripe, no entanto, pode desencadear outras complicações, como pneumonia, sinusite, otite e até mesmo complicações cardíacas. Quando o quadro se complica, o paciente apresenta dores no peito, falta de ar, tontura, fraqueza e confusão mental.

Tratamento da H1N1

A gripe H1N1 é tratada por meio de medicamentos para alívio dos sintomas e combate ao vírus. Assim como outras viroses, recomenda-se repouso e o consumo de líquidos. De uma maneira geral, a gripe A possui cura espontânea.

Em casos mais graves da doença, em que existe risco de complicação, pode ser recomendado o uso de antivirais. Um desses medicamentos é o oseltamivir, também chamado comercialmente de Tamiflu.

Prevenção contra a H1N1

A gripe H1N1 pode ser prevenida, principalmente, por vacinação, que é feita gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Vale ressaltar que as vacinas podem ser encontradas também em clínicas particulares. A vacina distribuída pelo governo é trivalente, protegendo contra influenza A H1N1, influenza A H3N2 e uma cepa (linhagem) de influenza B.

No caso da vacinação gratuita, apenas alguns grupos, considerados prioritários, possuem direito à vacina. Esse grupo engloba crianças de seis anos a 5 anos, idosos com mais de 60 anos, jovens sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, povos indígenas, funcionários da área da saúde e sistema prisional, grávidas e mulheres até 45 dias após o parto.

Além da vacinação, para se prevenir da H1N1, são necessárias algumas medidas importantes:

  • Sempre proteger a boca ao tossir ou espirrar;

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;

  • Higienizar sempre as mãos, fazendo uso de água e sabão ou álcool em gel. Nesse último caso, antes de aplicá-lo, deve-se eliminar a sujeita aparente;

  • Evitar locais de grandes aglomerações de pessoas em épocas de surto da doença;

  • Evitar contato com pessoa contaminada.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: