Tétano

Você está aqui: Home / Doenças / / Doenças Bacterianas / Tétano

O Clostridium tetani é a bactéria responsável pelo tétano
O Clostridium tetani é a bactéria responsável pelo tétano

Curtidas

0

Comentários

por Vanessa

09 Nov 2015

Compartilhe:

O tétano é uma doença bacteriana bastante grave que pode levar o paciente à morte se não tratada adequadamente. Normalmente ela é adquirida após ferimentos e lesões de pele, que se tornam porta de entrada para a bactéria.

Agente etiológico do tétano

O tétano é causado pelas toxinas liberadas pelo bacilo Clostridium tetani. Essa bactéria é gram-positiva, anaeróbia e esporulada.

Transmissão do tétano

A bactéria causadora do tétano entra no organismo humano por meio de lesões ou ferimentos encontrados na pele. Geralmente, ela é encontrada em poeira, fezes de animais e no próprio solo; por isso, ao se cortar com objetos enferrujados ou lançados em locais suspeitos, é importante procurar um médico. É importante destacar que o tétano não é contagioso, não passando, portanto, de uma pessoa para outra.

Sintomas do tétano

O tétano é uma doença grave que se caracteriza principalmente pelo aumento da tensão do músculo e contrações involuntárias em decorrência da liberação da tetanopasmina, uma toxina produzida pelo bacilo. Entre os principais sintomas e sinais do tétano, podemos citar:

- Trismo (contração da musculatura mastigatória);

- Disfagia (dificuldade para deglutir);

- Aumento do tônus muscular dos músculos faciais;

- Opistótono (corpo em posição anormal em razão dos espasmos musculares);

- Dificuldades respiratórias;

- Dificuldades de locomoção;

- Comprometimento da musculatura cervical.

O tétano pode acometer apenas poucos grupos musculares, normalmente os próximos aos ferimentos, ou todos os músculos esqueléticos. No primeiro caso, dizemos que o tétano apresenta-se de forma localizada e, no segundo caso, de forma generalizada.

Tratamento do tétano

Para o tratamento do tétano, são usados antibióticos e imunoglobulinas. Além disso, realizam-se o bloqueio neuromuscular e ventilação mecânica nos casos necessários.

Prevenção

A prevenção é feita por meio de vacinação. A imunização completa é obtida após a aplicação das três doses. Normalmente as pessoas que desenvolvem o tétano são aquelas que não foram vacinadas, não completaram as três vacinas recomendadas ou não realizaram o reforço que deve ser feito a cada dez anos.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

Comentários

por Vanessa

09 Nov 2015

Compartilhe: