Maré vermelha

Você está aqui: Home / Ecologia / Maré vermelha

Desenvolvimento exacerbado de dinoflagelados causa o fenômeno da maré vermelha
Desenvolvimento exacerbado de dinoflagelados causa o fenômeno da maré vermelha

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

O fenômeno da maré vermelha é o desenvolvimento exacerbado de dois gêneros de algas da classe Dynophyceae, conhecidas também como dinoflagelados. O lançamento de esgoto ou apenas altas temperaturas acompanhadas de fortes chuvas, que carregam os nutrientes para dentro d'água, podem desencadear esse processo. Por causa do aumento da quantidade de indivíduos dessa classe, a cor da água também se altera.

O fitoplâncton é constituído por microalgas fotoautotróficas responsáveis pela produção de carbono orgânico na base das cadeias alimentares aquáticas. O desenvolvimento desses organismos é influenciado pela quantidade de energia solar radiante na água, temperatura e pela presença de nutrientes. Alta incidência luminosa, temperatura e nutrientes, em especial nitrogênio, que pode ser encontrado na água na forma de nitrito, nitrato e amônia, levam a um grande desenvolvimento dessas algas. Esse fenômeno, quando ocorre de forma exacerbada, pode levar à eutrofização dos diversos corpos d'água.

Consequências

Um dos maiores problemas relacionados com esse fenômeno é o fato de algumas espécies produzirem substâncias tóxicas que podem causar a mortandade de peixes, alterando a cadeia trófica, além de se acumularem nos tecidos de animais filtradores, como mexilhões. Esses fatores podem causar um grande prejuízo econômico, principalmente para as pequenas comunidades que retiram desses recursos o seu sustento.

Se a espécie humana alimentar-se desses mexilhões ou de qualquer outra espécie que esteja contaminada por essas toxinas, pode apresentar desde problemas gastrointestinais até paralisação do sistema respiratório e nervoso, o que, em alguns casos, pode ser fatal.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: