Pantanal

Você está aqui: Home / Ecologia / Pantanal

Durante as chuvas abundantes, as lagoas do Pantanal intercomunicam-se e unem-se às águas dos rios, inundando a região
Durante as chuvas abundantes, as lagoas do Pantanal intercomunicam-se e unem-se às águas dos rios, inundando a região

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

O Pantanal, ou Pantanal Mato-grossense, é a maior planície alagada do mundo. Ele possui cerca de 210 mil km2 distribuídos pelos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, estendendo-se até a Bolívia e o Paraguai.

O clima do Pantanal é bastante distinto e apresenta um verão quente e úmido (de novembro a março) e um inverno seco (de abril a outubro). Durante a época de chuvas abundantes, cerca de dois terços da região ficam alagados em razão de ser uma planície banhada por grandes rios, como o Paraguai e seus afluentes. A água escorre lentamente e forma pequenos ribeirões, que se unem, formando lagoas. Essas lagoas acabam comunicando-se entre si e com as águas dos grandes rios, o que causa a inundação da planície. Com o fim das chuvas, as lagoas que se formaram permanecem. As inundações favorecem a fertilização do solo, pois as águas dos rios carregam consigo muitos sedimentos, que atuam como fertilizantes naturais.

O Pantanal é a maior área alagada do mundo e possui dois terços de sua área cobertos por água durante as chuvas abundantes
O Pantanal é a maior área alagada do mundo e possui dois terços de sua área cobertos por água durante as chuvas abundantes

O Pantanal apresenta diversas fitofisionomias, como zonas de mata seca, cerrados, florestas ribeirinhas, várzeas e campos inundáveis. Além disso, há fitofisionomias típicas da região, como os carandazais – onde há a predominância de carandás (Copernicia australis), uma árvore de cerca de vinte metros de altura – e os paratudais – onde há a predominância de paratudo, uma espécie de ipê. O Pantanal é uma região de grande biodiversidade e abriga diversas espécies vegetais, como angico, jenipapo, paineira, várias espécies de ipês etc.

A paineira é uma das numerosas espécies vegetais existentes no bioma Pantanal
A paineira é uma das numerosas espécies vegetais existentes no bioma Pantanal

Em relação aos animais existentes nesse bioma, podem ser encontradas cerca de 260 espécies de peixes, como piranha, traíra, curimbatá, pacu, dourado, pintado etc., o que acaba atraindo pescadores para a região. Existem ainda diversas espécies de aves, como tuiuiú, socó, garça e tucano, e répteis, como jacarés, cágados e serpentes. Entre os mamíferos, há espécies como tamanduá-bandeira, ariranha e onça-pintada.

A piranha é um peixe muito temido na região, pois pode atacar tanto animais quanto seres humanos
A piranha é um peixe muito temido na região, pois pode atacar tanto animais quanto seres humanos

Por ser uma região de grande potencial hídrico, solo fértil e apresentar grande biodiversidade, o Pantanal sofre com a ação humana. Essa área é muito procurada para a construção de hidrelétricas, que alteram o fluxo dos corpos d’água e todo o ecossistema, e para a agricultura e pecuária, o que afeta a qualidade do solo e causa desmatamento. Essa região também é alvo de caça, pesca e tráfico de animais silvestres, o que interfere na biodiversidade. Portanto, é essencial a elaboração de políticas sérias para a conservação desse bioma tão rico.

A onça-pintada é um dos representantes dos mamíferos da região do Pantanal
A onça-pintada é um dos representantes dos mamíferos da região do Pantanal


Por Ma. Helivania dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: