Relações ecológicas intraespecíficas

Você está aqui: Home / Ecologia / Relações ecológicas intraespecíficas

A caravela-portuguesa é um exemplo de colônia
A caravela-portuguesa é um exemplo de colônia

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:

Nenhum organismo é capaz de viver sozinho sem interagir com outro ser vivo. As interações que os seres vivos realizam são chamadas de relações ecológicas. Elas podem ocorrer entre organismos de uma mesma espécie ou entre indivíduos de espécies diferentes. As interações entre indivíduos da mesma espécie recebem o nome de relações intraespecíficas.

Relações harmônicas e desarmônicas

As relações ecológicas, tanto intraespecíficas como interespecíficas (entre espécies diferentes), podem ser benéficas ou não para os organismos. As chamadas relações harmônicas ou positivas são aquelas em que os dois ou pelo menos um dos organismos envolvidos é beneficiado e não há prejuízo ao outro. Já as relações desarmônicas ou negativas são aquelas em que pelo menos um dos envolvidos sofre algum prejuízo.

Relações intraespecíficas harmônicas

  • Colônia: é uma relação ecológica em que organismos de uma mesma espécie trabalham em prol do sucesso da unidade. O que caracteriza uma colônia é o fato de que esses organismos não estão trabalhando de forma isolada, estando todos unidos anatomicamente. Como exemplo de colônia, podemos citar os corais e a caravela-portuguesa.

  • Sociedade: organismos da mesma espécie trabalham juntos de modo cooperativo, com uma divisão de trabalho organizada. Na sociedade das abelhas, por exemplo, vemos três tipos diferentes de indivíduos: a rainha, os zangões e as operárias. Diferentemente da colônia, os organismos que vivem em sociedade não estão unidos anatomicamente. Como exemplo de sociedade, podemos destacar, além das abelhas, as formigas e os cupins.

As abelhas vivem em sociedade e apresentam divisão de trabalho organizada
As abelhas vivem em sociedade e apresentam divisão de trabalho organizada

Relações intraespecíficas desarmônicas

  • Competição intraespecífica: Essa relação ecológica ocorre quando indivíduos de uma mesma espécie competem por um mesmo recurso, como território, alimento, água ou até mesmo luz solar. Um fato interessante é que nessa competição, diferentemente da competição entre indivíduos de espécies diferentes (competição interespecífica), pode ocorrer disputa por parceiros sexuais.

    É importante destacar que plantas também realizam competição. Indivíduos muito próximos uns dos outros competem, por exemplo, por água e luz, o que pode levar alguns à morte. Para evitar a competição, várias plantas angiospermas desenvolveram mecanismos para garantir a dispersão de suas sementes.

  • Canibalismo: um organismo mata e alimenta-se de outro de sua própria espécie. Esse hábito pode ser observado, por exemplo, na viúva-negra e no louva-a-deus, em que a fêmea mata o macho logo após a cópula. Existem ainda tubarões que possuem um canibalismo intrauterino, isto é, um filhote alimenta-se do outro no interior do corpo materno.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: