Relações ecológicas

Você está aqui: Home / Ecologia / Relações ecológicas

As abelhas vivem em sociedade, cooperando entre si pelo bem de todos
As abelhas vivem em sociedade, cooperando entre si pelo bem de todos

Curtidas

0

Comentários

por Vanessa

25 Sep 2014

Compartilhe:

Todos os organismos interagem entre si, seja para cooperar uns com os outros, seja para prejudicar. Fato é que nenhum organismo pode viver sozinho e sempre há uma relação entre eles, relação essa que chamamos de relação ecológica.

As relações ecológicas são divididas em dois grandes grupos principais: as relações interespecíficas e as intraespecíficas. Quando falamos em relações ecológicas interespecíficas, referimo-nos às relações que ocorrem entre organismos de espécies diferentes, já as intraespecíficas ocorrem entre indivíduos de mesma espécie.

Existem vários tipos de relações ecológicas que podem ocorrer entre indivíduos de espécies diferentes. Veja a seguir o nome das principais relações, suas características e exemplos:

- Competição interespecífica: A competição entre indivíduos de espécies diferentes ocorre em razão da busca pelos mesmos recursos. Isso ocorre quando os nichos ecológicos estão sobrepostos. Um exemplo são as plantas que vivem muito próximas umas das outras, que acabam competindo por água, nutrientes e luz.

- Herbivoria: Essa relação ocorre entre plantas e herbívoros. Um exemplo são as girafas que se alimentam de plantas da savana africana.

- Predação: Relação que ocorre quando um ser vivo mata (predador) e come outro de outra espécie (presa). Como exemplo, podemos citar os tubarões que se alimentam de focas.

O leão mata e come outros animais, realizando, assim, a predação
O leão mata e come outros animais, realizando, assim, a predação

- Parasitismo: Essa relação ocorre quando um organismo vive sobre ou dentro de outra espécie, retirando desta seu alimento. O ser vivo que vive e retira nutrientes do outro é chamado de parasita, e o que abriga o parasita é chamado de hospedeiro. Um exemplo dessa relação ocorre entre humanos e piolhos.

- Mutualismo: É a relação em que duas espécies interagem beneficamente. O mutualismo pode ser facultativo ou obrigatório.

- Facultativo: Uma espécie ajuda a outra, porém cada uma pode viver isoladamente. Como exemplo, podemos citar os pássaros que se alimentam de carrapatos de alguns mamíferos.

- Obrigatório: A relação entre as espécies é indispensável, dessa forma, um organismo não vive isoladamente naquele local. Os líquens são um exemplo de mutualismo obrigatório.


Os líquens são uma associação entre fungos e algas
Os líquens são uma associação entre fungos e algas

- Comensalismo: Um organismo associa-se a outro em busca de alimento. Nessa associação, nenhum dos organismos é prejudicado e apenas o que consegue alimento é beneficiado. Um exemplo tradicional é a rêmora que se alimenta dos restos de comida do tubarão.

- Inquilinismo: Uma espécie utiliza a outra para conseguir abrigo. Um exemplo são as orquídeas que vivem sobre as árvores sem causar nenhum prejuízo a elas.

Observe agora as relações que ocorrem entre indivíduos de uma mesma espécie, ou seja, as relações ecológicas intraespecíficas:

- Competição intraespecífica: Nesse tipo de competição, seres da mesma espécie competem por recursos e, algumas vezes, para reproduzir-se. Como exemplo, podemos citar os antílopes que competem por parceiras.

- Canibalismo: Um indivíduo come outro da mesma espécie. Um exemplo é a viúva-negra.

- Colônia: Seres da mesma espécie vivem unidos fisicamente e trabalham juntos em prol da sua sobrevivência. Como exemplo, podemos citar as caravelas.

- Sociedades: Assim como nas colônias, os seres da mesma espécie vivem juntos e trabalham em prol do grupo com divisão do trabalho. Entretanto, nesse caso, os seres não estão unidos fisicamente. Como exemplo, podemos citar as abelhas.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

Comentários

por Vanessa

25 Sep 2014

Compartilhe: