Coito interrompido

Você está aqui: Home / Embriologia e reprodução humana / Coito interrompido

O casal deve escolher o método contraceptivo que ofereça mais segurança
O casal deve escolher o método contraceptivo que ofereça mais segurança

Curtidas

0

por Vanessa

27 Aug 2014

Compartilhe:

Métodos contraceptivos são técnicas que possuem como função principal evitar a gravidez. De uma maneira geral, eles podem ser classificados em métodos reversíveis e definitivos. Entre os reversíveis, existem os comportamentais, os de barreira, os hormonais e os de emergência.

O coito interrompido é um método comportamental ou natural, uma vez que se trata de uma mudança na prática sexual do casal em que não há a utilização de algum produto ou medicação. Essa prática caracteriza-se pela retirada do pênis do interior da vagina no momento próximo à ejaculação, evitando, assim, que o sêmen entre em contato com as genitais da mulher.

Esse método é um dos mais antigos já relatados e, para que funcione, é necessário que o homem tenha um grande autocontrole. O homem tem o papel primordial de conter a ejaculação para que ela não aconteça no interior da vagina, o que muitas vezes não é uma tarefa fácil.

O coito interrompido pode trazer graves problemas aos casais, uma vez que muitos se sentem insatisfeitos com esse tipo de relação. É preciso que tanto o homem quanto a mulher sintam-se bem com esse método para evitar desgastes na relação.

O método possui um índice de falha variável estimada em quatro gravidezes a cada 100 mulheres, sendo que o motivo principal do insucesso é a falta de autocontrole masculina. É importante destacar que alguns pesquisadores afirmam que, antes mesmo de ejacular, o líquido eliminado pode conter alguns espermatozoides, aumentando, assim, o risco de falha. Outros estudos, no entanto, desmentem essa afirmação.

Para aumentar a eficiência do método, duas dicas principais podem ser seguidas:

- Urinar entre uma relação e outra;

- Lavar bem as mãos e o pênis antes de iniciar uma nova relação.

Além disso, combinar o coito interrompido com outro método contraceptivo, como anticoncepcionais, pode diminuir muito a chance de gravidez.

É importante frisar que o coito interrompido é um método que pode ser usado por qualquer pessoa, pois não possui contraindicação, além de ser uma alternativa que não afeta a fertilidade do casal. Entretanto, como desvantagem, destaca-se a não proteção contra doenças sexualmente transmissíveis.

Lembre-se de que o melhor método contraceptivo é aquele que se adequa melhor ao seu estilo de vida. Converse com seu médico e com seu parceiro e escolha a forma que lhe dá maior confiança.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

27 Aug 2014

Compartilhe: