Regra do “e”

Você está aqui: Home / Genética / Regra do “e”

A probabilidade em Genética segue as mesmas regras de probabilidade de um jogo de dados
A probabilidade em Genética segue as mesmas regras de probabilidade de um jogo de dados

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe:

O cálculo de probabilidade em Genética segue as mesmas regras para o cálculo de probabilidade em diversos jogos. Ela é determinada por valores que vão de 0 a 1, sendo 0 a probabilidade desse evento não ocorrer de forma alguma e 1 a certeza de que esse evento ocorrerá.

Usamos a regra da multiplicação, ou regra do “e”, para determinar a probabilidade de dois ou mais eventos independentes ocorrerem simultaneamente. Em um jogo de dados, seria como calcular a probabilidade de lançarmos dois dados simultaneamente, por exemplo, e ambos caírem com a face 2 para cima. Como um dado tem seis faces e apenas uma face 2, para cada dado, teremos 1 chance em 6 (1/6) de cair com a face 2 para cima.

Para saber a probabilidade de um dado cair com a face 2 para cima e o outro dado também, utilizamos a regra do “e”, multiplicando a probabilidade de um evento com a probabilidade do outro evento ocorrer. Nesse caso, 1/6 x 1/6= 1/36. Então, a probabilidade de dois dados lançados simultaneamente caírem com a face 2 para cima é de 1/36 ou, aproximadamente, 0,02.

Aplicação em Genética

Em Genética, podemos calcular a probabilidade de um casal ter dois filhos, por exemplo, sendo um menino e uma menina. O fato de um dos filhos do casal ser um menino não influencia o sexo do segundo filho, pois são eventos independentes. A probabilidade de nascer uma criança do sexo masculino é de 1 em 2 (1/2). Assim, a probabilidade do segundo filho nascer com sexo feminino também é de 1/2. Para saber a probabilidade de um filho do casal ser menino e o outro ser uma menina, utilizamos a regra do “e” e multiplicamos as duas probabilidades: 1/2 x 1/2= 1/4 ou 0,25.

Resultado em porcentagem

Podemos apresentar esse resultado também em porcentagem. Basta multiplicar o resultado por 100: 0,25 x 100 = 25%. A probabilidade de o casal ter um filho menino e uma menina é de 25%.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: