Hemácias

Você está aqui: Home / Histologia Animal / Hemácias

As hemácias possuem formato de disco bicôncavo
As hemácias possuem formato de disco bicôncavo

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

O sangue humano é formado por plasma, um líquido composto principalmente por água e proteínas, além de alguns tipos celulares: hemácias, leucócitos e plaquetas. As hemácias, também chamadas de glóbulos vermelhos ou eritrócitos, são células sanguíneas que têm formato de disco bicôncavo e são anucleadas quando maduras. Seu diâmetro é de aproximadamente sete micrômetros, sendo maiores no sangue rico em gás carbônico (sangue venoso) quando comparadas às do sangue rico em oxigênio (sangue arterial).

As hemácias são produzidas na medula óssea e sua produção (eritropoiese) é estimulada pelo hormônio glicoproteico chamado de eritropoetina. Esse hormônio é produzido após o nascimento principalmente pelos rins, já na fase fetal é produzido no fígado. A produção de eritropoetina é afetada principalmente pelos baixos índices de oxigênio nos tecidos.

As hemácias estão relacionadas principalmente com o transporte de oxigênio para todas as células do corpo. Entretanto, elas também atuam no transporte de dióxido de carbono e no tamponamento dos íons de hidrogênio.

As funções atribuídas às hemácias só são possíveis graças à hemoglobina, uma substância encontrada no interior dessa célula que é formada por uma porção proteica e uma porção com ferro. Essa última porção é responsável por ligar-se ao oxigênio, garantindo, assim, o seu transporte. Além da função transportadora, a hemoglobina também é a responsável por garantir a cor vermelha do sangue.

O tempo médio de vida de uma hemácia é de 120 dias. Após esse período, ela é destruída no baço, onde aproximadamente dez milhões de hemácias são destruídas por segundo. Todos os componentes das hemácias são utilizados para fabricação de novas células.

Estima-se que um homem apresente aproximadamente 5.400.000 de hemácias por milímetro cúbico de sangue, enquanto as mulheres têm em média 4.700.00. Vale destacar que esses valores variam de pessoa para pessoa e também de acordo com os hábitos de vida e estado emocional.

Algumas vezes o valor de hemácias no sangue decai, levando a um quadro conhecido comumente como anemia. Esse problema de saúde pode ocorrer, além da baixa síntese, em virtude da grande destruição dessas células sanguíneas, produção de células deficientes, redução na produção de hemoglobina ou ainda em casos de perda de sangue. Vale destacar ainda que algumas anemias possuem causa genética, como é o caso da anemia falciforme.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: