Filo Chordata

Você está aqui: Home / Zoologia / Filo Chordata

O panda é um representante do filo Chordata, subfilo Vertebrata
O panda é um representante do filo Chordata, subfilo Vertebrata

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

Nós, homens, pertencemos a um filo chamado de Chordata. Os representantes dos cordados são celomados, triblásticos, metamerizados, deuterostômios e com simetria bilateral.

Além das características já citadas, algumas delas são exclusivas dos cordados e estão relatadas a seguir. Vale destacar que as características abaixo relacionadas podem estar ou não no indivíduo adulto, entretanto sempre aparecem em alguma fase da vida do animal.

- Tubo nervoso dorsal: responsável pelo surgimento do sistema nervoso. É originado de invaginações do ectoderma;

- Notocorda: responsável pelo sustentamento do corpo do embrião. Em muitas espécies, a notocorda desaparece ainda no desenvolvimento embrionário. Essa estrutura é derivada do mesoderma;

- Fendas faringianas: fendas localizadas na região lateral da faringe. Nos cordados aquáticos, elas dão origem às brânquias, enquanto nos terrestres as fendas desaparecem ainda no início do desenvolvimento;

- Cauda musculosa pós-anal: ela é encontrada em alguns animais, enquanto em outros desaparece ainda na fase embrionária, como nos humanos. Outros animais apresentam essa cauda por toda a vida e, neles, ela tem a função de ajudar na captura de alimentos, na natação, entre outras.

O filo é subdividido em três subfilos chamados de: Urochordata (urocordados), Cephalochordata (cefalocordados) e Vertebrata (vertebrados). Os dois primeiros constituem o que chamamos de protocordados. Eles não possuem crânio nem vértebras.

Os urocordados caracterizam-se por possuir a notocorda na região da cauda na fase de larva. Essa notocorda não persiste nos adultos. Outra característica importante é a presença de uma túnica de tunicina (carboidrato) que reveste o corpo do animal. Como exemplo, podemos citar as ascídias.

Os cefalocordados, diferentemente dos urocordados, possuem notocorda que se estende da região da cauda até a região do rostro (região anterior) e que permanece durante toda a vida. As fendas branquiais atuam filtrando o alimento e na respiração. O anfioxo é um exemplo de cefalocordado.

Os vertebratas caracterizam-se por possuírem notocorda na fase embrionária, que é substituída pela coluna vertebral. Vale destacar que a notocorda não dá origem à coluna. Possuem endoesqueleto ósseo ou cartilaginoso, composto por um eixo principal (crânio e coluna vertebral). Dentro desse subfilo estão incluídos os peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: