Moluscos

Você está aqui: Home / Zoologia / Moluscos

Os moluscos são animais de corpo mole
Os moluscos são animais de corpo mole

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

Os moluscos são animais invertebrados pertencentes ao filo Mollusca, o qual recebe esse nome por incluir como representantes animais de corpo mole. Atualmente existem mais de 100.000 espécies descritas, o que faz desse grupo um dos maiores filos do reino Animalia. Possuem representantes marinhos, como é o caso do polvo; de água doce, como alguns caramujos; e terrestres, como é o caso da lesma.

Classificação dos moluscos

De uma maneira geral, os moluscos são classificados em sete classes, entretanto, por questões didáticas, costumamos estudar apenas três grupos: os gastrópodes, bivalves e cefalópodes.

  • Gastrópodes (Gastropoda): Constitui a maior classe de moluscos e inclui representantes como os caracóis, caramujos e lesmas. Esse grupo apresenta representantes com concha assimétrica em espiral, na qual o molusco pode proteger-se. Vale destacar, no entanto, que alguns representantes, como as lesmas, não possuem essa estrutura.

Os gastrópodes são a maior classe de moluscos existente
Os gastrópodes são a maior classe de moluscos existente

  • Bivalves (Bivalvia): Engloba animais como ostras e mexilhões, podendo ser encontrados no mar e em água doce. A característica principal desse grupo é a presença de concha formada por duas valvas articuladas que protegem o animal.

Os bivalves são animais que apresentam concha articulada
Os bivalves são animais que apresentam concha articulada

  • Cefalópodes (Cephalopoda): Esse grupo reúne as lulas, polvos e náutilos, animais exclusivamente marinhos. Nesses animais, geralmente, a concha é reduzida ou perdida. Destacam-se pela presença de tentáculos ao redor da boca.

Os cefalópodes possuem cabeça bastante desenvolvida e dela partem tentáculos
Os cefalópodes possuem cabeça bastante desenvolvida e dela partem tentáculos

Características gerais dos moluscos

Os moluscos apresentam como característica fundamental a presença de um corpo mole não segmentado. Todos esses animais apresentam simetria bilateral, são triblásticos e celomados.

De uma maneira geral, costuma-se dividir o corpo do molusco em três partes básicas:

  • Cabeça: Parte do corpo do molusco onde estão localizados os órgãos sensoriais, tais como tentáculos e olhos. Em alguns grupos, como gastrópodes e cefalópodes, essa parte do corpo encontra-se bastante desenvolvida;

  • Pé: Estrutura musculosa que atua, principalmente, na locomoção. Em animais bivalves, o pé ajuda a cavar e garante que o animal fixe-se ao substrato;

  • Massa visceral: Parte do corpo onde se localizam os órgãos vitais do animal.

A presença de concha é observada em vários representantes, o que garante proteção a esses organismos de corpo mole. Em lulas, há apenas um pequeno vestígio de concha e, em polvos, essa estrutura desapareceu completamente. A concha é secretada por uma região chamada de manto, que delimita uma cavidade onde se abre o ânus e onde estão localizadas as brânquias.

O sistema digestório dos moluscos é completo, ou seja, apresenta boca e ânus. Algumas espécies são filtradoras; outras se alimentam de plantas ou até mesmo de pequenos animais. Esses animais possuem uma espécie de língua com dentes de quitina, denominada de rádula, que ajuda a raspar o alimento.

O sistema circulatório é, na maioria dos organismos, do tipo aberto, ou seja, o sangue não circula apenas no interior de vasos. Em cefalópodes, a circulação é do tipo fechada, com sangue correndo apenas no interior dos vasos.

A respiração dos moluscos ocorre por meio de brânquias, pulmões ou ainda pela epiderme (respiração cutânea). O tipo de respiração varia de acordo com o habitat do molusco. A excreção, por sua vez, é feita por um par de rins. O sistema nervoso dos moluscos é formado basicamente por um anel nervoso do qual partem cordões nervosos.

A maioria dos representantes dos moluscos apresenta sexo separado, mas há representantes que são hermafroditas. Algumas espécies possuem desenvolvimento direto, e outras possuem desenvolvimento indireto com a formação de larvas.

Importância econômica dos moluscos

Os moluscos fazem parte, em sua maioria, da alimentação humana. Ostras, mexilhões, lulas e polvos, por exemplo, são pratos muito apreciados e consumidos em grande quantidade, principalmente em regiões litorâneas. Além da importância gastronômica, em muitos locais, as conchas são utilizadas para artesanato e vendidas para colecionadores, além, é claro, do uso das pérolas para a confecção de joias.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: