Peixes cartilaginosos (Condrictes)

Você está aqui: Home / Zoologia / Peixes cartilaginosos (Condrictes)

Exemplo de peixe cartilaginoso
Exemplo de peixe cartilaginoso

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

Os condrictes, também conhecidos como peixes cartilaginosos, pertencem à classe Chondrichtyes e são representados por tubarões, arraias e quimeras. Existem cerca de mil espécies de condrictes, sendo tubarões e arraias os grupos mais diversos, seguidos pelas quimeras. A maioria das espécies de condrictes é marinha.

A principal característica desses organismos é que eles possuem um esqueleto constituído por cartilagem, embora possam ser impregnados com cálcio. Esse é um dos fatores que levaram cientistas a pesquisar e descobrir que esses seres não são os vertebrados mais primitivos, como se pensava, e que a distribuição de ossos em condrictes é uma condição que surgiu após eles divergirem dos outros gnatostomados (vertebrados que possuem mandíbulas).

Exemplo de peixe cartilaginoso
Exemplo de peixe cartilaginoso

Características gerais

  1. Apresentam corpo fusiforme (tubarões e quimeras) ou achatado (arraias) coberto por escamas placoides de origem dermoepidérmica. São ectotérmicos, ou seja, a temperatura do corpo é variável;

  2. Possuem nadadeiras sustentadas por raios e a cauda é heterocerca (ramo dorsal maior que o ventral). A natação ocorre por meio das contrações dos músculos do corpo com o auxílio das nadadeiras. Nos machos, a nadadeira também tem função na reprodução, pois as nadadeiras pélvicas possuem clásperes, que são estruturas copuladoras que transferem os espermatozoides para o corpo da fêmea;

  3. A fecundação é interna, os sexos são separados, há espécies ovíparas e ovovivíparas e o desenvolvimento é direto, sem metamorfose;

  4. A boca é ventral, com dentes cobertos de esmalte. Em algumas espécies, os dentes são pontiagudos e, em outras, placas ósseas. Possuem uma válvula espiral no intestino que aumenta a superfície de absorção de nutrientes e uma glândula retal que remove o excesso de sais do sangue. É importante lembrar que os tubarões são conhecidos como os grandes predadores dos oceanos;

  5. Coração com apenas duas cavidades, uma aurícula e um ventrículo;

  6. A excreção da ureia é feita por um par de rins mesonéfricos. Os dutos dos sistemas urinário, genital e digestório convergem para a cloaca;

  7. A respiração é branquial e não possuem bexiga natatória;

  8. Possuem órgãos dos sentidos bem desenvolvidos, como um olho adaptado à pouca luz; um órgão de equilíbrio; narinas que não se comunicam com a cavidade bucal; uma linha lateral com poros que identificam mudanças de pressão e direção da água e canais sensitivos na cabeça que detectam campo elétrico gerado pela contração muscular de outros animais.


Por Ma. Helivania Sardinha dos Santos

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: