Digestão

Você está aqui: Home / Anatomia e Fisiologia Animal / Digestão

O processo de digestão dos alimentos inicia-se na boca, pela mastigação, e termina no ânus
O processo de digestão dos alimentos inicia-se na boca, pela mastigação, e termina no ânus

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

A digestão é um processo de transformação física e química pelo qual passam os alimentos para poderem, assim, ser absorvidos pelo organismo. Existem três tipos de digestão:

  • Intracelular: processo que ocorre no interior da célula por meio dos lisossomos. Exemplos de organismos que apresentam digestão intracelular são os protozoários.

  • Extracelular: ocorre no interior do tubo digestório do animal. Esse tipo de digestão é feita por grande parte dos animais, inclusive pela espécie humana.

  • Extracorpórea: esse processo de digestão ocorre fora do corpo do animal, que lança suas enzimas sobre o alimento e, após a digestão extracorpórea, absorve os nutrientes. As aranhas são um exemplo de organismo que faz esse tipo de digestão.

Na espécie humana, o processo de digestão ocorre no sistema digestório e apresenta duas etapas:

→ 1ª Etapa: Digestão mecânica

O processo de digestão inicia-se por um processo mecânico, físico, realizado pelos dentes no ato de cortar e triturar os alimentos. Outros processos mecânicos da digestão são a deglutição – em que o alimento passa da boca para a faringe com o auxílio da língua – e os movimentos peristálticos – contrações musculares que permitem o transporte do alimento do esôfago ao estômago.

→ 2ª Etapa: Digestão química

A digestão química é um processo que ocorre com a ação de enzimas. Ela inicia-se na boca com a ação da enzima amilase, que está presente na saliva e faz a digestão do amido. No estômago, ocorre a ação do suco gástrico, constituído por ácido clorídrico e pela enzima pepsina, que atua na digestão das proteínas. No intestino delgado, o alimento sofre a ação de substâncias produzidas pelo pâncreas (substância alcalina que contém tripsina e quimiotripsina, enzimas que agem sobre as proteínas) e pelo fígado (a bile, que contém sais que atuam da digestão de gordura, é produzida pelo fígado, mas é armazenada e concentrada na vesícula biliar).

Caminho do alimento

O alimento é ingerido pela boca, onde ocorrerá o início da digestão com processos físicos e químicos, pela ação dos dentes, língua e saliva, na produção do bolo alimentar. Em seguida, o alimento é transportado com o auxílio da língua para a faringe. A partir da faringe, ele segue para o esôfago e, devido aos movimentos peristálticos, chega ao estômago.

No estômago, o bolo alimentar passará por novas ações químicas, das substâncias constituintes do suco gástrico. Os movimentos peristálticos fazem com que o bolo alimentar seja misturado ao suco gástrico e transformado em um líquido pastoso, denominado quimo.

O quimo passa, então, ao intestino delgado, onde sofrerá a ação das substâncias produzidas pelo pâncreas e pelo fígado e onde grande parte dos nutrientes presentes no alimento serão absorvidos.

Do intestino delgado, o alimento segue para o intestino grosso, onde finalizará a absorção de água iniciada no intestino delgado e também será encerrada a digestão com a produção das fezes. As fezes são constituídas por material não digerido e também por bactérias não causadoras de enfermidades. As fezes ficam armazenas na porção final do intestino grosso, o reto, até serem eliminadas.

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: