Plantas tóxicas

Você está aqui: Home / Botânica / Plantas tóxicas

A planta comigo-ninguém-pode (<i>Dieffenbachia picta</i>) é uma das que mais causam intoxicações na população
A planta comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia picta) é uma das que mais causam intoxicações na população

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

Muitas plantas são utilizadas na alimentação, fabricação de medicamentos e ornamentação. Entretanto, muitas delas, se ingeridas, inaladas ou simplesmente tocadas, podem desencadear desde reações alérgicas a intoxicações mais graves e até mesmo o óbito. É por essa razão que elas são denominadas de plantas tóxicas.

No Brasil, ocorrem cerca de dois mil casos de intoxicação por ano por plantas tóxicas, e há uma prevalência de casos em crianças. Em crianças, as intoxicações acontecem por causa da curiosidade, fome e fácil acesso às plantas – sendo que a maioria dos casos desses acidentes ocorre dentro da própria casa –, entre outros fatores. Em adultos, os casos estão relacionados ao uso dessas plantas para a medicação, como os opiáceos, e na tentativa de abortamento, entre outras utilizações.

Entre as plantas que mais causam intoxicações no Brasil, destacaremos três:

1. Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia picta Schott): Essa planta é a maior causadora de intoxicações, e todas as suas partes são tóxicas. A intoxicação pode ser causada pela ingestão ou contato, causando irritação, inchaço nos lábios, boca e língua, vômitos, dificuldade de engolir, asfixia, entre outros.

Em alguns casos, a intoxicação por beladona pode levar à morte
Em alguns casos, a intoxicação por beladona pode levar à morte

2. Saia-branca ou beladona (Datura suaveolens L.): Essa planta é muito utilizada como alucinógeno e todas as suas partes são tóxicas. Sua ingestão pode provocar pele seca, dilatação das pupilas, taquicardia, alucinação, entre outros sintomas. Em alguns casos, pode levar à morte.

3. Tinhorão (Caladium bicolor Vent.): Assim como a comigo-ninguém-pode, essa planta é bastante utilizada na ornamentação. O contato dessa planta com os olhos pode causar irritação e lesão na córnea. Sua ingestão pode causar irritação, edema nos lábios, boca e língua, entre outros sintomas.

Medidas preventivas

Algumas medidas simples podem ajudar a evitar acidentes com plantas tóxicas, como:

  • Conheça as plantas que possui em casa e mantenha as venenosas fora do alcance de crianças;

  • Não se alimente de plantas desconhecidas;

  • Não prepare remédios ou chás caseiros com plantas sem orientação médica;

  • Cuidado ao manusear plantas que liberam látex, pois essa substância pode provocar irritação na pele e nos olhos;

  • Em caso de acidente com essas plantas, procure imediatamente orientação médica, levando também a planta para identificação, pois, assim, o atendimento pode ser realizado de forma mais eficaz.

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: