Pseudofrutos

Você está aqui: Home / Botânica / Pseudofrutos

O caju é um pseudofruto simples cuja parte comestível é originada do desenvolvimento do pedúnculo da flor
O caju é um pseudofruto simples cuja parte comestível é originada do desenvolvimento do pedúnculo da flor

Curtidas

0

Comentários

0

por Helivania

Compartilhe:
Por Helivania Sardinha dos Santos

O fruto é um órgão característico das angiospermas, desenvolve-se a partir do ovário e tem como função proteger as sementes, além de auxiliar na dispersão da espécie. Isso se deve principalmente pelo fato de seu cheiro e sabor serem atrativos para animais que dele se alimentam e dispersam a semente em um local distante da planta original.

Entretanto, em algumas plantas, outras partes da flor desenvolvem-se mais que os ovários, tornando-se a parte comestível por se assemelharem a um fruto, tanto em relação às características quanto ao sabor. Trata-se dos chamados pseudofrutos ou frutos acessórios.

Tipos de pseudofrutos

Os pseudofrutos podem ser classificados de três formas conforme a sua origem:

  • Simples: originam-se do pedúnculo ou receptáculo de uma única flor. Um exemplo de pseudofruto simples é o caju. A parte comestível é originada do desenvolvimento do pedúnculo da flor, enquanto o fruto propriamente dito é a castanha.

O morango é um pseudofruto composto cuja parte comestível é originada do desenvolvimento do receptáculo da flor
O morango é um pseudofruto composto cuja parte comestível é originada do desenvolvimento do receptáculo da flor

  • Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

    Compostos: originam-se do receptáculo de uma flor que apresenta vários ovários pequenos. Um exemplo de pseudofruto composto é o morango, cuja parte comestível é originada do desenvolvimento do receptáculo da flor. O fruto propriamente dito são os pequenos pontos espalhados pela parte comestível;

    O abacaxi é um pseudofruto múltiplo. Sua parte comestível é originada do receptáculo e outras peças florais
    O abacaxi é um pseudofruto múltiplo. Sua parte comestível é originada do receptáculo e outras peças florais

  • Múltiplos: originam-se a partir de uma inflorescência. Esses pseudofrutos são também conhecidos como infrutescências. Um exemplo de pseudofruto múltiplo é o abacaxi. Nele, a parte comestível origina-se do desenvolvimento do receptáculo e outras peças florais. O fruto propriamente dito do abacaxi são as escamas da casca, que, unidas, formam uma infrutescência.

Curtidas

0

por Helivania

Compartilhe: