Diabetes mellitus

Você está aqui: Home / Doenças / Diabetes mellitus

Diabetes caracteriza-se por altos níveis de glicose no sangue
Diabetes caracteriza-se por altos níveis de glicose no sangue

Curtidas

0

Comentários

0

por Vanessa

Compartilhe:
Por Vanessa Sardinha

Diabetes mellitus (ou simplesmente diabetes) é uma doença que se caracteriza por um aumento nas taxas de glicose no sangue, situação conhecida como hiperglicemia. Esse problema é causado por uma deficiência de insulina ou ainda uma resposta diminuída ao hormônio nos tecidos-alvo. As células tornam-se incapazes de utilizar a glicose. Em alguns casos, os níveis de glicose excedem a capacidade do rim de reabsorver esse nutriente, sendo observada a presença de açúcar na urina.


Diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2

Podemos classificar o diabetes em dois grupos, utilizando como critério a causa da doença:

  • Diabetes mellitus tipo 1 – ocorre como resultado da destruição das células beta do pâncreas pelo próprio sistema imune (distúrbio autoimune). Como essas células se relacionam com a produção de insulina, ocorrerá uma deficiência do hormônio. Geralmente, esse problema surge na infância.


Alimentação adequada pode evitar o desenvolvimento do diabetes

  • Diabetes mellitus tipo 2 – ocorre a produção de insulina pelas células do pâncreas, mas se observa uma resistência insulínica, ou seja, as células-alvo não conseguem responder adequadamente à insulina. É importante destacar que, apesar de possuir relação com a hereditariedade, a diabetes tipo 2 está intimamente relacionada à obesidade e falta de atividades físicas. Diferentemente da tipo 1, ela aparece geralmente em pessoas com mais de 40 anos, mas pode atingir também pessoas mais jovens sedentárias e obesas.

Leia também: Índice de Massa Corporal


Sintomas do diabetes mellitus

  • Sede

  • Aumento da produção de urina

  • Fome excessiva

  • Fraqueza


Diagnóstico do diabetes mellitus

O diagnóstico do diabetes mellitus é realizado por meio de exames laboratoriais. De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o resultado é positivo para diabetes em três situações:

1) glicemia de jejum > 126 mg/dl (jejum de 8 horas);

2) glicemia casual (colhida em qualquer horário do dia, independentemente da última refeição realizada) > 200 mg/dl em paciente com sintomas característicos de diabetes;

3) glicemia > 200 mg/dl duas horas após sobrecarga oral de 75 gramas de glicose.


Complicações do diabetes mellitus

O diabetes está associado a alguns problemas graves de saúde, tais como problemas cardiovasculares, perda da visão, insuficiência renal e alguns tipos de câncer. Além disso, o diabetes mellitus está relacionado com amputações de membros. Diante disso, fica clara a necessidade de se realizar o tratamento adequado da doença.


Tratamento do diabetes mellitus

Aplicação de insulina é recomendada nos casos de diabetes tipo 1
Aplicação de insulina é recomendada nos casos de diabetes tipo 1

O tratamento da diabetes mellitus visa garantir uma redução nos níveis de glicose no sangue. No caso da diabetes mellitus tipo 1, o tratamento consiste em injeções de insulina. Já o diabetes tipo 2 geralmente é controlado com exercícios físicos e alimentação saudável. Entretanto, vale salientar que algumas pessoas com diabetes tipo 2 necessitam também de insulina.

Durante o tratamento, é importante que o paciente monitore seus níveis glicêmicos para avaliar se estão realmente adequados. É fundamental realizar exames de rotina e consultas médicas regularmente. Essas medidas ajudam a evitar complicações.

Curtidas

0

por Vanessa

Compartilhe: